Movimentos sindical e social firmam pacto pelos direitos da classe trabalhadora

Em reunião, nesta sexta (7), na sede da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), dirigentes das centrais, federações, sindicatos e de movimentos sociais, como MST e MTST, firmaram pacto de resistência permanente em defesa dos direitos da classe trabalhadora.

Durante a fala de abertura o presidente nacional da CTB, Adilson Araújo, reiterou que unidade e mobilização permanente serão fundamentais na próxima etapa. “A Reforma da Previdência, que pode acabar com o maior programa de distribuição de renda da América Latina, será a nossa primeira batalha já nos primeiros dias de 2019”.

Luta permanente

Presente na reunião, o diretor técnico do Dieese, Clemente Ganz Lúcio, reiterou a parceria do Departamento com os movimentos sindical e social e lembrou que a vitória de Jair Bolsonaro (PSL) na disputa pela Presidência da República insere o Brasil em um movimento de mudança radical que pode avançar tanto para a direita como para o seu extremo, e força uma nova disputa por direitos, liberdade, democracia e justiça. “Nesse novo mundo, que do ponto de vista econômico está sendo desmontado e remontado de uma outra maneira, teremos quatro anos de muita luta pela frente”, antecipa Clemente.

 Além disso, Clemente chamou a atenção para a proposta da carteira de trabalho verde e amarela, que minimiza a participação dos sindicatos e permite que prevaleça o negociado sobre o legislado, e a reforma da Previdência,já sinalizada como uma das prioridades para os primeiros meses de 2019. “Precisamos estar preparados para enfrentar esta batalha nos diferentes espaços. Contem com o apoio do Dieese”, confirmou.

Defesa do Ministério do Trabalho

Durante a reunião, as centrais sindicais reiteraram a convocatória para Dia Nacional de Luta contra a extinção do Ministério do Trabalho anunciada pelo novo governo. O ato será realizado, às 10 horas, em frente à sede da Superintendência do Trabalho, na Rua Martins Fontes, 109, São Paulo/SP.

Agenda: Protesto contra a extinção do Ministério do Trabalho

Data: 11 de dezembro
Horário: 10 horas
Local: Superintendência do Trabalho
Endereço: Rua Martins Fontes, 109, São Paulo/SP

 

whatsapp image 2018 12 07 at 10.45.23

Compartilhar: