Mais Médicos: população da região Norte sofre com falta de inscrições

Confirmando a orientação corporativista de que os profissionais que se formam só querem trabalhar nas regiões centrais e enterrando o juramento médico de se dedicar a salvar vidas onde quer que precise, a população da região Norte sofre com falta de inscrições no Programa Mais Médicos, após a saída dos profissionais cubanos.

Informações do Ministério da Saúde indicam que 14 municípios não completaram o total de postos e, nos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), até segunda-feira (3), somente 29 candidatos se inscreveram, deixando em aberto 63 posições.

Portal CTB

Compartilhar: