Governo pode acabar com multa de 40% do FGTS

O governo federal só opera para o mercado. Já o trabalhador vai perdendo todos os direitos. Agora, Jair Bolsonaro estuda acabar com a multa de 40% paga pelas empresas ao funcionário em caso de demissão sem justa causa.


Em discurso na semana passada, o presidente disse que só defende os direitos trabalhistas “pessoas populistas e comunistas”. Quer dizer, para Bolsonaro os graves problemas do país são os benefícios recebidos pelos brasileiros.


Enquanto o governo segue sem apresentar propostas capazes de retomar o crescimento, mais de 14 milhões de pessoas estão desempregadas no Brasil e, pior, sem perspectivas de melhoras. 


Segundo reportagem do jornal O Globo, o plano de acabar com a multa do FGTS é do ministro da Economia, Paulo Guedes. Segundo informações, a proposta é a preferida do ministro que deu o primeiro passo flexibilizando os saques, inclusive de contas ativas, que o governo adiou o anuncio para esta semana.

Com informações de bancariosbahia.org.br

Compartilhar: