Fenafar é eleita para o Conselho Nacional de Saúde

A Federação Nacional dos Farmacêuticos (Fenafar), entidade filiada à CTB, volta a ocupar uma vaga como titular no Conselho Nacional de Saúde. A eleição realizada nesta terça-feira (27) renovou a composição do conselho e elegeu representantes de trabalhadores, usuários e gestores da área saúde para os próximo três anos.

O presidente da Fenafar, Ronald Ferreira dos Santos, que já representava a entidade na gestão que se encerrou, agora assume a representação como titular. Ronald salientou que o processo de eleição para o CNS demonstrou o fortalecimento do Fentas – Fórum das Entidades Nacionais dos Trabalhadores da Área da Saúde “porque ele[Fentas] conseguiu ser o polo articulador que permitiu, com uma discussão exaustiva, ampliada e democrática, viabilizar a participação de 36 organizações de trabalhadores da saúde – contempladas a comunidade científica. Foi um trabalho importante. Estas entidades que vão entrar no CNS assumiram esse mandato bastante fortalecidos”, avaliou.

Outro fator que merece destaque na avaliação do presidente da Fenafar foi a renovação da representação dos trabalhadores. “Houve uma renovação importante, que foi um dos critérios buscados pelo Fentas. A maioria das entidades eleitas vão exercer a titularidade pela primeira vez. O controle social, a democracia e o Fentas saem vitoriosos desse processo”, disse Ronald.Todo o debate preparatório à eleição do CNS permitiu que as entidades farmacêuticas dialogassem e construissem apoios mútuos para garantir a representação no Conselho, na titularidade e na suplência. A Fenafar conseguiu apoio do CFF, da Feifar e da Enefar e também apoiou estas entidades que conquistaram representação na suplência do CNS.

A suplência da Fenafar será ocupada pela Federação Interestadual de Odontólogos – Fio e pela Federação Nacional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional – Fenafito.

Presidência do CNS

Na próxima reunião do CNS os novos conselheiros terão a responsabilidade de eleger a entidade que irá presidir o Conselho. “A Fenafar tem o compromisso de apoiar a eleição de um usuário ou usuária. O CNS já foi presidido pelo segmento de trabalhadores da área da saúde e por gestores. Agora é o momento de eleger um usuário. Isso representa a autonomia do Conselho Nacional de Ssaúde como um espaço de fortalecimento do controle social. Um conselho que conta com a presença de diferentes segmentos da sociedade e que tem refletir esses segmentos na sua condução também”, afirmou Ronald Ferreira dos Santos, presidente da Fenafar.

Fonte: Comunicação Fenafar

Compartilhar: