Em vídeo, atleta desabafa e diz não representar conservadores no Pan

A nadadora pernambucana Joanna Maranhão publicou um desabafo em vídeo na sua conta do facebook em que critica a redução da maioridade penal, aprovada na Câmara dos Deputados na madrugada desta quinta-feira (2).

A atleta disse que se posicionou por não conseguir dissociar a representatividade que tem de estar vestindo a camisa do Brasil nos Jogos Pan-Americanos (em Toronto, neste mês) com a política do país. Ainda no vídeo ela cita vários políticos e diz que não os representa na competição.

“É a segunda vez que amanheço e tenho conhecimento dessas manobras criminosas de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) no Congresso e sinto um desgosto muito grande”, disse Joanna, referindo-se à manobra política do presidente da Câmara que reverteu a decisão do dia anterior.

Vídeo de Joanna Maranhão

 

“Tem muita gente que discorda da minha opinião. Não sou a favor da redução de maioridade penal. Não há nenhum dado que me convença que isso resolve violência. A gente sabe que no Brasil quem vai ser preso é o menor preto e da favela. O menor infrator de família bem resolvida e com grana não vai pra cadeia e não vai pagar pelo crime”, acrescentou.

“Vou para o Pan-Americano, vou defender o meu país, mas não vou estar representando essas pessoas que batem palmas para Marco Feliciano (PSC-SP), Jair Bolsonaro (PP-RJ), Eduardo Cunha, Silas Malafaia… Não são vocês que estou representando. A torcida de vocês não faço questão nenhuma de ter.”

 Fonte: Rede Brasil Atual

Compartilhar: