Crise? Que nada. Em um ano, bancos têm lucro líquido de R$ 109 bilhões

Crise é uma palavra que não existe no dicionário dos bancos em atividade no país. Enquanto milhões de brasileiros sofrem com o aumento do desemprego e um salário “miado” que mal dá para sobreviver, os banqueiros enchem os bolsos. Detalhe: boa parte proveniente da exploração dos clientes e bancários.

A farra é tanta que o lucro líquido bateu na casa dos R$ 109 bilhões em apenas um ano – julho de 2018 a julho de 2019. O crescimento ante 2017 foi de 18,4%. Os dados são do Relatório de Estabilidade Financeira, do Banco Central.

Os números não deixam dúvidas. Ser banqueiro no Brasil é um excelente negócio. Sem uma política de controle e fiscalização, as organizações financeiras usam e abusam. A taxa de captação de dinheiro é baixa, os juros dos empréstimos exorbitantes, aliás um dos maiores do mundo.

Para completar, fecham agências, cortam milhares de postos de trabalho, para se ter ideia, no primeiro semestre deste ano foram 17 mil desligamentos, e transferem todo o serviço para os clientes, que ainda pagam tarifas absurdas. Assim, realmente é bom.

Compartilhar: