Cunha e Temer são os políticos mais rejeitados do Brasil

Pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos mostra que Eduardo Cunha (PMDB) e Michel Temer (PMDB) são os políticos mais rejeitados do Brasil. A rejeição ao interino Temer chega a 70% dos brasileiros, enquanto o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB) é rejeitado por 79% da população. O estudo ainda mostra que 89% dos brasileiros consideram que o Brasil está no rumo errado. 

O levantamento foi realizado entre os dias 2 e 13 de junho mostra um cenário mais do que ilustrativo sobre os dois principais responsáveis pela ruptura democrática vivenciada no Brasil atualmente.

 

Pesquisa indica que 77% reprovam reforma da previdência de Temer

O interino é mal avaliado em vários pontos de sua administração: combate ao desemprego (44%), Minha Casa, Minha Vida (43%), Bolsa Família (43%), crise política (42%), combate à inflação (40%) e combate à corrupção (40%).

 

Mais

Pesquisa do Vox Populi, divulgada no dia 14 de junho, também apontou o alto grau de rejeição de Temer. Todas as avaliações relativas aos trabalhadores e direitos sociais pioraram em relação à última pesquisa. De acordo com a pesquisa, 52% acreditam que o desemprego vai aumentar, 55% dos entrevistados creem que os direitos trabalhistas vão diminuir e 77% esperam que grande parte dos brasileiros vai ser prejudicada com as medidas como idade mínima para aposentadoria.

No quesito combate à corrupção, 44% dos entrevistados acham que vai piorar com Temer. 

Portal CTB – Joanne Mota, com informações da agências

Compartilhar: