Chico Rodrigues diz que ia pagar funcionários com o dinheiro sujo da cueca

A defesa do senador Chico Rodrigues (DEM-RR) divulgou nesta segunda-feira (19) uma nota declarando que o dinheiro encontrado nas nádegas do congressista é de origem lícita (SIC) e deu uma explicação pouco crível para que elas fosse escondidas em lugar tão delicado e pouco recomendável. Seria destinado ao pagamento de funcionários.

“O dinheiro tem origem particular comprovada e se destinava ao pagamento dos funcionários de empresa da família do senador”, alegam.

Chico Rodrigues foi flagrado na última quarta-feira (14) com dinheiro nas nádegas durante a Operação Desvid-19, que apura desvios de recursos da saúde em Roraima. Amigo íntimo de Bolsonaro, ele deu nova contribuição para desmoralizar o falso discurso moralista do Palácio e na última quinta-feira (15) foi defenestrado da vice-liderança do governo no Senado.

Conforme informações da perícia no monte de dinheiro extraído da bunda do político que até explodir o escândalo gozava de uma “união estável” com o senhor Jair Bolsonaro foram retiradas algumas notas sujas, talvez como resultado do sentimento difuso que se apoderou do “democrata” na hora em que foi flagrado pela PF e constrangido a se despir.

Agora vem a alegação de que o dinheiro sujo era para pagar funcionários. É muita falta de consideração com o pessoal que presta serviços ao seu gabinete no Senado.

Compartilhar: