Centrais e movimentos sociais defendem democracia no país

ditadura militar brasil

Há 51 anos, o Brasil entrava em um dos períodos mais tristes de sua história: a ditadura civil-militar (1964-1985) que perseguiu, torturou e assassinou milhares de brasileiros. Para rechaçar o período e reforçar a democracia a CTB, CUT e movimentos sociais convocam para um ato na Quadra dos Bancários em São Paulo a partir das 17 horas.

Durante 21 anos, apoiada e financiada pelos Estados Unidos e por parte do empresariado, como comprovam as investigações da Comissão Nacional da Verdade, a classe trabalhadora sofreu as consequências por lutar pelos seus direitos, milhares de sindicalistas foram presos, torturados e mortos para conquistar a democracia vivida hoje.

No entanto, após a reeleição de Dilma Rousseff a extrema direita saiu às ruas e além de pedir o impeachment da presidenta democraticamente eleita também insistem no retorno da ditadura.

“Verificamos que diante do desfecho político, que permitiu a quarta vitória do povo brasileiro, se desenha uma onda extremamente conservadora e golpista que depõe contra tudo de positivo que se consagrou nos últimos anos no terreno político, econômico e social”, denuncia o presidente da CTB, Adilson Araújo.

Para o sindicalista, diante deste cenário, as forças do campo democrático popular precisam se unir. “Ao ganhar as ruas os partidos de esquerda, as centrais sindicais e os movimentos sociais devem fazer ecoar, em alto e bom som, a defesa da Petrobras, dos direitos sociais e trabalhistas por uma reforma política e democrática com o fim do financiamento privado de campanha e legitimidade para defender a legalidade constitucional do mandato da presidenta Dilma Rousseff”, declarou o cetebista. 

As plenárias, que se realizarão em todas as capitais, irão discutir estratégias e a preparação das ações no dia 7 de abril, para impedir a votação do Projeto de Lei 4330/04, da terceirização e no 1º de maio, dia do trabalhador. (veja aqui as mobilizações)

Em São Paulo, a Plenária Nacional em Defesa dos Direitos da Classe Trabalhadora, por Mais Democracia, Combate à Corrupção, Contra o PL 4330, da terceirização e em Defesa da Petrobras contará com a presença de diversos artistas e intelectuais, além do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O encontro ocorre na Quadra dos Bancários, Rua Tabatinguera, 192, a partir das 17h.

Portal CTB

Compartilhar: