Cebrapaz completa cinco anos de lutas e vitórias

Nascido no calor da luta contra a guerra ao Iraque, o Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz – Cebrapaz – completa neste dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos, cinco anos de intensa luta antiimperialista.

Sua ação é marcada pela defesa da paz, da solidariedade aos povos em luta e da soberania nacional.
 
O Cebrapaz tem entre seus objetivos transformar a justa indignação com as agressões imperialistas em ação organizada e consciente. Trabalha para fortalecer uma ampla corrente política e cultural em defesa da paz no âmbito da sociedade brasileira, de cunho patriótico e internacionalista.
 
Cinco anos de lutas e vitórias

 
Nestes cinco anos ocorreram no mundo intensos conflitos políticos e militares, como as agressões ao Iraque, Afeganistão, Líbano e Palestina, durante os quais o imperialismo estadunidense e seus aliados cometeram crimes de guerra.  Em nosso continente, a reativação da Quarta Frota dos EUA em águas do Atlântico Sul, Pacífico Sul e Mar do Caribe, a ampliação das bases militares em território colombiano, com a finalidade segundo os próprios documentos oficiais do Pentágono, de intimidar governos considerados “antiamericanos”, são alguns dos exemplos das agressões aos povos promovidas pelo imperialismo.
 
Por outro lado, os povos têm obtido importantes vitórias. Em especial a América Latina, o “Continente Rebelde”, torna-se hoje um dos principais polos de resistência ao imperialismo no mundo.
 
Em seus poucos anos de existência, o Cebrapaz acumulou importantes vitórias e teve seu trabalho reconhecido em níveis nacional e internacional. Na última Assembléia do Conselho Mundial da Paz, em Caracas, o Cebrapaz foi eleito para presidir o Conselho Mundial da Paz.
 
O Cebrapaz compreende que a luta pela paz é de todo o povo e deve ser feita em aliança com outros movimentos políticos e sociais. Por isso, além do Conselho Mundial da Paz, sua frente prioritária de atuação, dedica parte de suas energias ao trabalho de coordenação em espaços como a Campanha pela Desmilitarização das Américas (CADA), a Aliança Social Continental (ASC) e a Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS). O Cebrapaz também tem sido  uma das organizações brasileiras mais ativas no processo do Fórum Social Mundial.
 
Construir um amplo movimento antiimperialista em defesa da paz
 
No último mês de julho, na cidade do Rio de Janeiro, o Cebrapaz realizou sua segunda Assembléia Nacional. Dentre as resoluções aprovadas, destacam-se dois aspectos importantes.
 
O primeiro refere-se ao desafio de construir um amplo movimento de caráter antiimperialista, patriótico, defensor da solidariedade aos povos em luta, fortalecendo a corrente política e cultural em defesa da paz.
 
O segundo corresponde à organização de uma campanha nacional e continental contra a presença de bases militares estrangeiras na América Latina. Ao incrementar sua força bélica em nossa região, o imperialismo estadunidense tem por objetivo impedir as transformações políticas, a unidade dos países em torno da integração regional, quer impedir a consolidação de nossa soberania, além de adquirir posição estratégica para o controle de nossas riquezas.
 
A América Latina é uma região de paz, que luta por seu desenvolvimento, pela eliminação das injustiças sociais e o fortalecimento da democracia. A presença de bases militares estrangeiras é uma verdadeira afronta à soberania dos países e uma ameaça à paz em nossa região. Por isso, defendemos a constituição de um movimento em defesa de um continente livre de bases militares estrangeiras.
 
Comemoração no calor da luta
 
Nesse sentido, no próximo dia 10 de dezembro realizaremos, em conjunto com varias entidades do movimento social, o lançamento da campanha “América Latina é de Paz – Fora Bases Militares Estrangeiras”.
 
A atividade será no Sindicato dos Engenheiros de São Paulo, às 19hs e contará ao seu final com uma breve apresentação cultural e um brinde em defesa da paz e da soberania nacional.

Compartilhar: