Campanha Salarial dos metralúrgicos

 A segunda rodada de negociação entre trabalhadores metalúrgicos e a patronal referente ao dissídio 2009 aconteceu na manhã desta sexta-feira,  dia 17 de julho, na Ftec. A reunião teve duração de duas horas e terminou com uma proposta feita pelo Simecs. Frente ao reajuste de 10% pedido pelos trabalhadores, os patrões ofereceram 5%, parcelado em duas vezes (3,5% agora e 1,5% em novembro). Índice inferior à inflação do período que ficou em 5,45%.
 
Assis Melo, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, salientou que a categoria está empobrecendo e o reajuste não pode ficar abaixo da inflação. “Flexibilização e rotatividade são exemplos bem atuais da desvalorização do salário do trabalhador. Demitem quem ganha mais, contratam outro funcionário que agrega qualidade na produção porém ganhando menos,”argumenta Assis.
 
Uma nova reunião está marcada para sexta-feira, dia 24 de julho, às 10h30 na Ftec.
 
A partir desta sexta a Campanha Salarial 2009 do Sindicato também será apresentada à comunidade caxiense através de assembleias nos bairros. O objetivo é apresentar para os trabalhadores e também para a comunidade caxiense o tema da campanha deste ano que é "desenvolvimento emprego e renda: assim se supera a crise".
 
Além do dissídio, serão debatidos temas como Fator Previdenciário, redução da jornada de trabalho sem redução de salário e outros assuntos que são de interesse da categoria e da sociedade como um todo. É a primeira vez que as assembleias, que também  serão realizadas nas fábricas, irão aos bairros.
 
As assembleias estão agendadas em três locais.  Na sexta (17), às 19h, no Centro Comunitário do bairro Pioneiro. No sábado(18), às 10h, no Centro Comunitário do bairro Fátima. E no domingo(19), às 10h, será a vez do bairro Planalto(Escola Guerino Zugno).

Compartilhar: