“Campanha Salarial 2012″ dos Servidores Federais se inicia em Brasília

 

Foi realizado na manhã desta quarta- feira (15), em Brasília o lançamento oficial da “Campanha Salarial Unificada dos Servidores Federais 2012” dirigida por 20 entidades nacionais que representam servidores do Executivo, Legislativo e Judiciário.

O ato público que deu início à campanha reuniu cerca de 500 servidores em frente ao Ministério do Planejamento, na Esplanada dos Ministérios, e contou com a presença de representantes de várias entidades sindicais, entre elas a CTB, que cobram do governo uma política salarial permanente, com reposição inflacionária, e reafirmam que não aceitarão a privatização da Previdência, por meio da aprovação do PL 1992/07, e nem a retirada de direitos dos trabalhadores.

Durante a manifestação, representantes dos servidores foram recebidos pelo secretário-executivo adjunto, Valter Correa e pela secretária-adjunta de Relações do Trabalho, Marcela Tapajós, que assumiu interinamente o cargo. Na reunião ficou acordado que logo na primeira semana de março será realizado um novo encontro para continuar as negociações em aberto.

Já no período da tarde, centenas de servidores acompanharam no Plenário I da Câmara dos Deputados a solenidade de retomada da Frente Parlamentar em Defesa dos Serviços Públicos, que será responsável pela aprovação e derruba de projetos que tramitam no Congresso Nacional e atingem diretamente aos servidores , além de buscar apoio na interlocução do governo em busca do atendimento das principais reivindicações que fazem parte da pauta da campanha salarial unificada deste ano.

Começo promissor

O Secretario de Serviços Públicos e do Trabalhador Público da CTB, João Paulo Ribeiro, ressaltou a importância da solenidade. “O fato do lançamento da Campanha ter acontecido no mesmo dia da reabertura da Frente Parlamentar é um grande ganho para os servidores e adesão da maioria dos deputados com as reivindicações é muito importante para a categoria”.

Os parlamentares que compõem a frente, incluindo o presidente, deputado Edson Santos, (PT/RJ), foram unânimes em afirmar que esta é uma iniciativa das mais importantes para garantir a defesa de serviços públicos de qualidade para o Brasil que passam necessariamente por servidores qualificados e valorizados

Após a atividade, as entidades que compõem a unidade em torno da campanha salarial  seguiram para a Casa Civil onde foram recebidas pelo secretário-executivo da Presidência da República, Rogério Sotilli, que frisou apenas que avalia que o processo de diálogo entre servidores e governo deve permanecer, deixando as portas da Secretaria Geral da Presidência abertas na busca da intermediação dos processos de negociação instalados junto ao Ministério do Planejamento.

A expectativa para as entidades sindicais é que após o carnaval o processo de diálogo com o governo ganhe força. Quanto ao balanço geral sobre o lançamento da Campanha, João Paulo Ribeiro enaltece a organização dos servidores públicos e enfatiza o saldo positivo “Logo no primeiro dia de manifestação dos servidores públicos houve uma grande mobilização, reuniões importantes com representantes do governo, tudo isso antes do carnaval. Estamos satisfeitos, mas a Campanha prossegue”.

A Campanha Salarial 2012 dos Servidores Federais, conta com o processo de mobilização em escala nacional e vai se intensificar nos próximos dias “Vamos intensificar a luta em uma corrida contra o tempo, já que estamos em um ano eleitoral, aumentando a cobrança em cima do governo”, afirma o dirigente da CTB.

Já estão agendadas outras atividades de mobilização em todo o Brasil que vão culminar com uma grande marcha a Brasília no dia 28 de março. A CTB estará presente.

Paula Farias – Portal CTB, com agências

Compartilhar: