Caminhoneiro arrependido queima camisa de Bolsonaro e vídeo viraliza

Um caminhoneiro capixaba que apoiou Bolsonaro nas últimas eleições ficou arrependido e queimou a camisa do “Mito” (distribuída na campanha) após novo aumento dos combustíveis. O Diesel já subiu 18% e a gasolina 21% desde que o mandato de Bolsonaro começou, e ainda estamos em março.
É o resultado da política neoliberal da Petrobras, pela qual os preços internos dos combustíveis (aqui produzidos) oscila de acordo com o humor do mercado mundial. A categoria está ameaçando greve, o que amedontrou a direção da estatal, que anunciou um recuo e prometeu mudar a política de preços, de forma a que o diesel passa a ser reajustado com um intervalo mínimo de 15 dias.
Nas redes sociais os caminhoneiros acenam com paralisação no próximo sábado (30) e o vídeo postado na internet pelo caminhoneiro capixaba incendiando a camisa do capitão está viralizando.
“Vesti essa porcaria aí por mais de dois anos, carregando seu nome [Bolsonaro] na carreta”, discursa o caminhoneiro arrependido. “Você para nós não tem palavra e é igual aos outros políticos que tem em Brasília. É um bando de corrupção”, disparou.

 

Compartilhar: