Boulos anuncia frente ampla do campo progressista no segundo turno em São Paulo

Além de PT, PCdoB, PDT, ala do PSB e lideranças como Lula, Ciro Gomes e Marina Silva, Boulos e Erundina devem anunciar apoio de movimentos sociais em evento nesta quarta-feira

O sonho de grande parte do campo progressista para o primeiro turno deve se concretizar nesta quarta-feira (18), já no segundo turno das eleições à prefeitura de São Paulo em torno da candidatura de Guilherme Boulos e Luiza Erundina, do PSOL.

Em campanha na região do M’Boi Mirim, no extremo sul da capital paulista, o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) afirmou que deve anunciar em evento nesta quarta o leque de alianças construído desde domingo, quando passou para o segundo turno com o voto de mais de 1 milhão de paulistanos.

“Nós vamos fazer um evento amanhã de uma frente que está se construindo nesse segundo turno, uma frente em defesa da justiça social, pela democracia e contra a desigualdade na cidade de São Paulo. Tenho conversado com lideranças políticas, com movimentos sociais. O presidente do meu partido tem conversado com outros partidos políticos e tenho certeza que amanhã teremos um campo bastante amplo e diverso da sociedade brasileira e de São Paulo para colocar essa campanha em um outro patamar a partir de agora”, disse Boulos.

Até o momento, o PT e lideranças do partido – como o ex-presidente Lula, o ex-prefeito Fernando Haddad e o candidato derrotado da sigla, Jilmar Tatto – já se colocaram à disposição de Boulos e Luiza Erundina.

Em nota divulgada pela assessoria, o PDT da capital diz estar reunido com França nesta terça-feira (17) para anunciar o posicionamento no segundo turno das eleições.

“Se não for possível um consenso, cada partido tomará a sua decisão. O PDT defende o apoio a Guilherme Boulos (PSOL)”, diz o comunicado.

Leia a nota na íntegra

Márcio França (PSB) e Antonio Neto (PDT) se reúnem neste momento no litoral de São Paulo para definir a posição dos partidos da coligação no segundo turno da eleição à Prefeitura de São Paulo. Se não for possível um consenso, cada partido tomará a sua decisão. O PDT defende o apoio a Guilherme Boulos (PSOL). Participam também do almoço Aldo Rebelo (Solidariedade), Anderson Pomini, coordenador da campanha de França, e representantes de outros partidos da coligação.

Fonte: Revista Forum

Credito da Foto: Reproducao do twitter

Compartilhar: