Bolsonaro ameaça jornalista para fugir de pergunta que mais de um milhão repetem no twitter

O presidente Jair Bolsonaro resolveu tirar a pele de cordeiro com que vinha se escondendo nas últimas semanas e teve mais um acesso nervoso de autoritarismo, intolerância e ódio contra jornalistas que lhe fazem perguntas embaraçosas.

Domingo (23), quando um repórter do jornal O Globo quis informações sobre depósitos do ex-assessor Fabrício Queiroz no valor de R$ 89 mil na conta da esposa, Michelle Bolsonaro, ele esbravejou: “Estou com vontade de encher a tua boca na porrada, tá?”.

Espírito fascista

Com a nova demonstração de que não tem o equilíbrio necessário para exercer o cargo que ocupa, o líder da extrema direita brasileira mostra que não tolera a liberdade de imprensa e está longe de se conformar com regras democráticas elementares.

Embora ele possa não gostar da indagação feita pelo jornalista a verdade é que este fez a pergunta do momento que não quer calar, a incógnita que frequenta a curiosidade de milhões de brasileiros e brasileiras. 

Desde que Bolsonaro vomitou a ameaça até a manhã desta segunda-feira (24) mais de um milhão de internautas repetiram pelo Twitter a mesma pergunta que originou a frase do presidente: Presidente @jairbolsonaro, por que sua esposa Michelle recebeu R$ 89 mil de Fabrício Queiroz? Por que?

Todo os esforços do governo são no sentido de encobrir as ligações criminosas do Clã Bolsonaro com Queiroz, com fartos indícios de ramificação na milícia carioca. O jornalista, no posto de trabalho, apenas cumpriu o seu dever de ofício e o povo brasileiro tem o direito de saber a verdade sobre quem governa o país e que, por hipocrisia, chegou à Presidência fazendo uma campanha demagógica contra a corrupção e a “velha política” e disseminando Fake News.

Esta não é a primeira vez que Jair Bolsonaro agride jornalistas e muito provavelmente não será a última. Além das manifestações de repúdio massivas nas redes sociais o gesto autoritário e indecoroso também rendeu ao presidente uma denúncia no STF por crime de constrangimento ilegal, feito pela deputada federal Natália Bonavides (PT-RN) e vai reforçar pedidos de impeachment na Câmara Federal.

O lobo neofascista não suportou por muito tempo a fantasia de cordeirinho democrático.

Umberto Martins

Se inscreva no nosso canal no YouTube /TVClassista

Compartilhar: