Bancários conquistam 10% de reajuste e decidem encerrar greve em 19 estados

Após 21 dias de greve, os bancários 19 estados decidiram nesta segunda-feira (26) aceitar o reajuste de 10% nos salários e retornar ao trabalho nesta terça. Entre as capitais em que a paralisação foi encerrada estão São Paulo, Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Fortaleza (CE) e Curitiba (PR).

A proposta aprovada incluí 10% de reajuste salarial e 14% nos benefícios. Inicialmente a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) ofereceu 5,5% de reajuste com abono de R$ 2.500 e nas duas últimas semanas aumentou aos poucos o índice de correção nos salários até chegar em 10% sem o pagamento de abono.

Para os sindicalistas a greve da categoria forte e mobilizada conseguiu quebrar a intransigência dos banqueiros. “Quebramos a instransigência dos bancos e derrotamos a manobra dos banqueiros que queriam impor a política de abono em troca do arrocho salarial”, destacou Emanoel de Souza, presidente da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe (Feeb Base) e membro do Comando Nacional,.

Em relação à PLR (Participação nos Lucros e Resultados), a proposta aprovada prevê que será de 90% do salário mais valor fixo de R$ 2.021,79. O valor fixo do ano passado (R$ 1.838) também será reajustado em 10%.

Bancos públicos

Na rede pública, além do reajuste, os bancários avaliaram ainda as respostas da Caixa, Banco do Brasil e Banco do Nordeste à pauta de reivindicações específicas do funcionalismo, com questões extremamente importantes nas três empresas.   Quase todas as assembleias decidiram continuar a greve no BNB, já os empregados da Caixa e BB votaram diferente em cada base.

A avaliação foi que o BNB pode avançar mais, principalmente nas questões como PCR, ponto eletrônico e condições de trabalho. Para Waldenir Britto, diretor da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe: “O BNB tem condições de melhorar. O momento de lutar é agora, na data base da categoria, depois disso fica mais difícil a mobilização”.

O reajuste para os funcionários das instituições do setor público é o mesmo para os salários (10%) e os benefícios (14%). O que muda é o valor da PLR negociada em cada banco.

No caso da Caixa e do Banco do Brasil, além da regra básica da Fenaban, haverá PLR adicional de 4% do lucro líquido deste ano, distribuído igualmente para todos os empregados.

No BB, também há alguns itens específicos ­como 4.000 bolsas de estudos de graduação, instalação de equipamento de segurança de detecção de metais (nas agências que forem realocadas e as que passarem por grandes reformas.

Apesar da maioria dos estados terem aceitado a proposta, Emanoel Souza destaca que questões fundamentais ficaram de fora, como por exemplo a contratação de mais funcionários nos bancos públicos.

O dirigente destacou que os avanços da pauta específica na rede pública foram muito pequenos. “A nossa vitória foi não ter perdido. A intransigência do governo e a total ausência de interlocução impôs uma proposta que não dialoga com os anseios dos bancários”, ressaltou.

Confira a lista de Estados e cidades que aprovaram o fim da greve

Acre

Alagoas

Amapá

Bahia

  • Feira de Santana

Ceará

Espírito Santo

  • Vitória

Mato Grosso do Sul

  • Campo Grande
  • Dourados
  • Naviraí

Mato Grosso

  • Rondonópolis

Minas Gerais

  • Belo Horizonte
  • Divinópolis
  • Teófilo otoni
  • Pará
  • Paraíba

Paraná

  • Apucarana
  • Arapoti
  • Campo Mourão
  • Cornélio Procópio
  • Curitiba
  • Guarapuava
  • Londrina
  • Paranavaí
  • Toledo
  • Umuarama

Piauí

Rio de Janeiro

  • Angra dos Reis
  • Campos dos Goytacazes
  • Macaé
  • Niterói
  • Nova Friburgo
  • Petrópolis
  • Rio de Janeiro
  • Sul Fluminense
  • Teresópolis
  • Três Rios
  • Baixada Fluminense
  • Itaperuna

Rio Grande do Sul

  • Alegrete
  • Bagé
  • Bento Gonçalves
  • Camaquã
  • Carazinho
  • Caxias do Sul
  • Cruz Alta
  • Frederico Westphalen
  • Guaporé
  • Horizontina
  • Lajeado
  • Litoral Norte
  • Nova Prata
  • Novo Hamburgo
  • Passo Fundo
  • Pelotas
  • Porto Alegre
  • Rio Grande
  • Rosario do Sul
  • Santa Rosa
  • Santana do Livramento
  • Santiago
  • Santo Angelo
  • São Borja
  • São Gabriel
  • São Leopoldo
  • São Luiz Gonzaga
  • Soledade
  • Vacaria
  • Valo do Paranhana

Rondônia

Santa Catarina

  • Criciúma
  • Florianópolis
  • Joaçaba
  • Videira

São Paulo

  • ABC paulista
  • Araraquara
  • Assis
  • Barretos
  • Bragança Paulista
  • Campinas
  • Catanduva
  • Guarulhos
  • Jundiaí
  • Limeira
  • Mogi das Cruzes
  • Piracicaba
  • Taubaté
  • Vale do Ribeira
  • São Paulo
  • Presidente Prudente

Sergipe

Tocantins

Compartilhar: