Bolsonaro “lamenta” declaração de Eduardo, mas não irá cobrá-lo

“Quem quer que seja que fale em AI-5, está sonhando”

Jair Bolsonaro comentou na tarde desta quinta-feira 31/X as ameaças do filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), sobre um novo AI-5 em caso de “radicalização” da esquerda.

Bolsonaro disse que lamenta a declaração de Eduardo e que quem fala em AI-5 “está sonhando”.

“O AI-5 já existiu no passado, em outra Constituição, não existe mais. Esquece. Vai acabar a entrevista aqui. Cobrem deles. Quem quer que seja que fale em AI-5, está sonhando. Está sonhando! Não quero nem que dê notícia nesse sentido aí”, respondeu o presidente.

Quando questionado por jornalistas se iria cobrar o filho por causa da declaração, Bolsonaro respondeu:

“Cobre você dele. Ele é independente. Tem 35 anos, se não me engano […] Se ele falou isso, que eu não estou sabendo, lamento. Lamento muito”.

Via Conversa Afiada

Compartilhar: