Betim: Justiça reconhece legalidade da greve de 41 dias na Sae Towers

O Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais (TRT-MG) reconheceu, nesta quinta-feira (17), a legalidade da histórica paralisação de 41 dias na Sae Towers, em Betim (MG). Sob a liderança do Sindicato dos Metalúrgicos de Betim e Região, os trabalhadores da empresa ficaram em greve de 3 de agosto a 13 de setembro de 2021.

Entre outras reivindicações, eles cobravam uma PLR 2021 justa e a negociação da campanha salarial de 2021/2022 (ACT Data Base). Na tentativa de interromper a greve à força, a Sae Towers apelou para práticas antissindicais e ilegais, buscando – em vão – intimidar os trabalhadores e criminalizar o Sindicato.

Hoje, porém, a Justiça desmascarou, mais uma vez, a empresa. No julgamento do Dissídio Coletivo, o TRT-MG confirmou o caráter “não abusivo” da greve e legitimou a atuação do Sindicato. De acordo com a decisão judicial, todos os trabalhadores demitidos em razão da greve devem ser imediatamente reintegrados ao trabalho – e ainda terão estabilidade de 90 dias.

“É mais uma demonstração de que os trabalhadores devem confiar no Sindicato e não cair na chantagem da empresa”, afirma Alex Custodio. “Nossa prioridade, agora, é continuar a luta pelo pagamento da PLR/2021 e do abono dos dias parados. Assim que a decisão do TRT for publicada, vamos entrar com recurso para exigir nossos direitos.”

Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos de Betim e Região

Compartilhar: