Fenaban dificulta acesso a dados do Censo da Diversidade

Mais uma vez, a negociação entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) terminou sem avanços. Na reunião, realizada nesta quinta-feira (13/08) por videoconferência, os bancos ficaram de divulgar o resultado do 3º Censo da Diversidade 2019, construído juntamente com as entidades sindicais. 


Mas, a apresentação ficou apenas na promessa. “Foi feita apenas uma síntese, com dados insatisfatórios para construir uma pauta que busque igualdade de oportunidade”, destacou o diretor de Comunicação do Sindicato dos Bancários da Bahia, Adelmo Andrade, presente na reunião. 


O Censo tratou de questões como gênero, raça e orientação sexual. Através da pesquisa é possível constatar onde estão os problemas que podem ser melhorados para garantir igualdade no setor. No entanto, sem a divulgação dos dados reais, a Fenaban dificulta.


Como tem acontecido em todas as negociações, a Fenaban empurrou o debate para depois e ficou de marcar uma nova reunião para apresentação do resultado. Vale destacar que o Censo é uma conquista do Comando, que reivindicou ainda a incorporação à Convenção Coletiva de Trabalho, do acordo aditivo sobre a prevenção à violência doméstica contra a mulher bancária, assinado em março.


Nesta sexta-feira (14/08), às 16h, acontece uma nova rodada para discutir as cláusulas sociais. Os bancários pediram à Fenaban agilidade na apresentação de uma proposta que contemple as reivindicações da categoria, para que a campanha salarial não se estenda. 

Fonte: Sindicato dos Bancários da Bahia

Compartilhar: