Izabela Hendrix: em Minas, professores deliberam por nova assembleia (10/02)

Reunidos em assembleia na última segunda-feira, 03/02, na sede do Sinpro Minas, os/as professores/as presentes deliberaram sobre os atrasos constantes nos pagamentos dos salários.

Na assembleia foi constatado que um número significativo de professores ainda não recebeu salários referentes a novembro de 2019.

A proposta de pagamento, feita pela instituição, foi considerada indecorosa e rechaçada pela assembleia.

A Assembleia deliberou por condições, nos seguintes termos:

1. Pagamentos que deverão ser realizados até o 5º dia útil do mês de fevereiro de 2020: férias + 1/3 e respectiva multa por atraso (dobro) e mês de novembro daqueles que ainda não receberam.

2. Pagamento do 13º salário de 2019 até o 5º dia útil do mês de março de 2020 junto com o salário respectivo ao mês de fevereiro de 2020.

3. Pagamento do salário de dezembro de 2019 até o 5º dia útil de abril de 2020 junto com o salário respectivo ao mês de março de 2020.

4. Pagamento, a partir de fevereiro de 2020, até o 5º dia útil de cada mês conforme a proposta da própria instituição.

5. Pagamento de todas as multas devidas quanto aos atrasos junto com os pagamentos acordados.

6. Pagamento do acordado nesta proposta a todos os docentes sendo considerada quebra de acordo o pagamento realizado apenas para parte dos mesmos.

7. A partir desta data, 03 de fevereiro de 2020, a Assembleia declara Estado de Greve com Greve a ser deflagrada a partir de 10 de fevereiro de 2020 se as condições apresentadas não forem cumpridas.

Os professores decidiram por nova Assembleia no dia 10 de fevereiro de 2020, no Sinpro Minas, às 9h.

Compartilhar: