Sede do Sindicato dos Metroviários vai abrigar moradores de rua contra o frio

O frio em São Paulo está de lascar. A temperatura desceu abaixo de zero em algumas regiões e já se registram mortes de moradores de rua em consequência das baixas temperaturas. Em função disto, a diretoria do Sindicato dos Metroviários de São Paulo decidiu ceder a sede para abrigar pessoas sem teto que são constrangidas a viver ao relento. O acolhimento solidário começa a partir da noite desta sexta-feira, conforme relata o release da entidade reproduzido abaixo.

Compartilhar: