Metroviários e motoristas suspendem greve após Doria prometer vacinação a partir de 11 de maio

Metroviários e motoristas ameaçaram parar a cidade de São Paulo nesta terça-feira por Vacina Já, o que forçou o diálogo com o governador do Estado. O tucano João Doria prometeu atender a reivindicação dos trabalhadores e trabalhadoras, que exercem uma atividade considerada essencial, não pararam um só dia durante toda a pandemia e estão pagando um preço alto em vida e saída, com quase 200 mortes nos ônibus e no Metrô provocadas pela covid-19.

Leia abaixo as informações publicadas nos sites dos Sindicatos das duas categorias sobre a mobilização. O primeiro texto é relativo aos metroviários e o segundo aos motoristas e cobradores:

A assembleia on-line decidiu pela suspensão da greve agendada para 20/4. Dos 1.637 votantes, 1.337 (81,67%) metroviários, incluindo funcionários do Metrô, ViaQuatro e ViaMobilidade, aprovaram a proposta defendida pela diretoria. Também votaram por manter o Estado de Greve já que nem toda a categoria foi contemplada pela vacinação, que será iniciada em 11/5.

Foi aprovado pela categoria a realização de um calendário de lutas:

  • 20/4: fotos dos metroviários em protestos com cartazes
  • 21 a 26/4: utilização de adesivos
  • 22/4: Dia de Luta e de Luto, com utilização de camisetas e outras peças de roupas pretas e adesivos
  • 26/4: Assembleia da Campanha Salarial

A Campanha Salarial 2021 fez parte da live que antecedeu a assembleia. O Sindicato tem uma reunião com o secretário de Transportes no dia 23/4 e cobrará dele o início das reuniões de negociação com o Metrô.

Motoristas

Após muita pressão, finalmente o Governo do Estado decidiu que motoristas e cobradores serão vacinados contra a Covid-19. A prioridade na imunização é uma reivindicação da categoria, que planejava um lockdown no sistema para esta terça-feira (20). A data do início da vacinação será anunciada na próxima quinta-feira (22).

No Palácio, foram mais de três horas de reunião para que o Sindmotoristas tivesse uma posição positiva do Governo do Estado. “Essa luta é antiga. Foram diversas tentativas, reuniões, protocolos, reportagens em tv, abaixo-assinado, tentando mostrar aos governantes a importância dos trabalhadores em transporte. Agora, finalmente, conseguimos. A vacina trará, sobretudo, esperança a todos”, comemorou o deputado federal e presidente do Sindmotoristas, Valdevan Noventa.

Com isso, a greve foi cancelada e o Governo se comprometeu a incluir os profissionais na lista da imunização contra a Covid. Para tanto, uma comitiva composta por representantes do trabalhadores e do Governo foi formada e a data do início da imunização da categoria será anunciada nesse próxima quinta-feira (22).

Participaram do encontro o Secretário de Desenvolvimento Regional, Marcos Vinholi, o deputado federal e presidente do Sindmotoristas, Valdevan Noventa; o Secretário Geral e Secretário de Assuntos Jurídicos do Sindmotoristas, Francisco da Silva Xavier (Chiquinho) e Narciso Osório de Souza; o presidente do sindicato dos Condutores de Guarulhos, Brinquinho; o presidente da FTTRESP, Valdir Pestana; o presidente do Sintetaxi, Ceará e o presidente da CNTTL, Paulo Estausia (Paulinho).

Compartilhar: