Barragem em risco: Metabase e vereador de Caldas debatem a situação da INB

 

Na sexta-feira (30), o sindicato Metabase se reuniu com o vereador da cidade de Caldas, Daniel Tygel (PT), para discutir a situação da INB (Indústrias Nucleares do Brasil) no município. A estatal, inaugurada em 1982, foi incluída recentemente no Sistema Integrado de Gestão de Barragens de Mineração (SIGBM), da Agência Nacional de Mineração (ANM), e classificada como nível 1 de emergência.

As atividades de extração e beneficiamento de urânio na unidade foram interrompidas em 1995. A partir daí foi iniciado um processo de descomissionamento, que seriam ações de mitigação de impactos ambientais e recuperação de áreas degradadas para possíveis novos usos do local. Mas não é isso que vem ocorrendo. Além de não dar seguimento ao processo, a previsão é de que a INB encaminhe uma nova leva de materiais radioativos para a unidade, colocando em risco a vida da população e dos trabalhadores locais.

Para Flávio Augusto dos Reis, presidente do Metabase, a reunião foi “bem vinda”: “temos que unir forças, agora que temos um governo que nos apoia, para representar os trabalhadores e a população em volta da INB”. Ele ainda denunciou as práticas antissindicais com que a empresa vem atuando. “Nós temos tentado de todas as formas acompanhar os órgãos fiscalizadores e infelizmente a atual gerência está nos barrando”, disse.

O Sindicato entrou com um pedido junto ao Ministério Público Federal para que pudesse participar das visitas. “Também apelamos ao MPF para que mediasse uma reunião do sindicato e da empresa para discutir os casos de perseguição aos dirigentes sindicais que são recorrentes.”

De acordo com Daniel, a empresa não tem efetivamente avançado na execução do descomissionamento da unidade. “É uma tragédia anunciada. O que está acontecendo com as barragens é uma consequência do fato de que a empresa não tem se dedicado exclusivamente em avançar com isso”.

“A reunião com o Metabase foi muito positiva e chegamos a alguns indicativos, o principal deles é o de construir uma atividade de peso com relação à saúde dos trabalhadores expostos à radioatividade”, afirmou.

O vereador esteve há poucos dias em Brasília, onde se reuniu com a ministra de Meio-Ambiente, Marina Silva, e representantes do Ibama. Na ocasião, além das preocupações em relação à empresa, o vereador também denunciou a situação de risco da saúde dos trabalhadores.

Compartilhar: