Assine o abaixo-assinado contra a PEC da Reforma Administrativa

Por Anderson Pereira*

A Frente Parlamentar Mista do Serviço Público criou um abaixo-assinado para pressionar o deputado Federal e presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), a suspender a tramitação da PEC 32/2020 da Reforma da Previdência. A CTB-MG apoia essa iniciativa.

Clique aqui e assine o abaixo-assinado

A CTB-MG é uma das entidades que participam da Frente Mineira em Defesa do Serviço Público. Na última quarta-feira (14), a presidenta da Central, Valéria Morato, e a diretora Antonieta Shirlene participaram da reunião da Frente.

A proposta de reforma administrativa enviada pelo governo Jair Bolsonaro (sem partido) ao Congresso Nacional mantém privilégios de poucos, retira direitos de muitos e abre brecha para perseguição de servidores, conforme apurou o jornal Brasil de Fato.

Um dos pontos criticados pelos servidores públicos em relação à PEC 32/2020 está o fim da estabilidade.

Max Leno, economista do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), afirma que as proposições de Bolsonaro fragilizam a condição de trabalho dos servidores, em especial o fim da estabilidade.

“Pode-se intensificar a questão do assédio moral, pode-se intensificar a substituição por servidores temporários ou terceirizados”, diz o economista.

*CTB-MG com informações do Brasil de Fato

Compartilhar: