CTB

CTB participa de seminário na PUC-SP sobre as manifestações de junho de 2013

Foto: Divulgação/CTB

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) esteve presente no seminário “Junho de 2013:10 anos depois” que debateu as proporções que as manifestações políticas daquele ano tomaram. O evento foi promovido pelos núcleos de estudos e pesquisas da PUC-SP: Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Movimentos Sociais (NEMOS E PEPGSS). Juntamente com a UFG: Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Estado, Desenvolvimento e Desigualdade (GEPEDD) e Núcleo Interdisciplinar de Estudos, Pesquisas e Extensão “Trabalho, Questão Social e Direitos Humanos na Periferia do Capitalismo (MOTYRO).

Carlos Rogério Nunes, secretário adjunto de Políticas Sociais, Esporte e Lazer da CTB, expôs a ausência do movimento sindical naquelas manifestações, assim como o resultado político negativo para o Brasil, já que foi a partir dos protestos que setores ultra conservadores e de extrema direita ganharam forças, coptando e dirigindo massas com bandeiras de luta contrárias aos anseios populares, trabalhistas e progressistas.

“Afirmo que as centrais sindicais e particularmente a CTB, devemos ficar atentos a essas manifestações que por uma justa causa, como foi os 20 centavos, pode levar milhões as ruas, inclusive em um novo cenário político que estamos vivendo. Temos que ficar alertas para que possamos fazer a política de classes além de conquistar as pequenas vitórias, como foi os 20 centavos, nós dirigimos as massas para que não caia na conversa de extrema direita conservadora, desses setores que são bem organizados, principalmente depois dessa onda neofacista com bolsonarismo, neofascismo e fake news que estão organizados nas redes sociais, com fake news.”, disse, Carlos Rogério.

Compartilhar: