Sidebar

24
Seg, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O lugar escolhido para aglutinar os estudantes não poderia ser mais simbólico. A Praça Afonso Arinos recebe há décadas manifestações políticas. Além disso, fica exatamente em frente ao Edifício Solar, onde viveu por muitos anos a belo-horizontina Dilma Vana Rousseff. Desde quando começou a manhã desta terça-feira (26), aos poucos foram chegando estudantes de diversas escolas além de artistas, políticos e militantes para ali na Praça manifestar seu apoio a Dilma presidente.
Pedro Leão
passeata

O objetivo da passeata é alertar a juventude para a diferença existente entre os projetos de Serra e Dilma para o Brasil. “O governo de Lula e Dilma foi sem dúvida o período de maior investimento e maior prioridade e atenção que já viveu a juventude e os estudantes, não podemos vacilar e colocar todos os avanços a perder”, disse um dos coordenadores do ato, Péricles Francisco, presidente da UCMG.

O PROUNI é o motivo principal para que a estudante Jessica Carvalho estivesse entusiasmada com adesivos de Dilma por todo o corpo “Quando eu era menor minha irmã mais velha não estudava e na minha casa achávamos que faculdade era coisa de rico. Hoje estudo Farmácia graças a uma bolsa integral dada pelo governo. Pra mim é muito fácil decidir, eu vi na pele o que faz esse governo. Isso não pode parar”, afirma animada a estudante que também nunca havia participado de uma campanha política. “Eu vim aqui hoje por que sei que esses avanços como o PROUNI, estão ameaçados caso o Serra vença” disse.

Para o presidente nacional da UJS, André Tokaski a eleição de Dilma não representa somente a continuidade, mas também avanços. “Elegeremos a primeira mulher de nossa história, uma mulher mineira que pagou na ditadura o preço de sua luta. O governo de Dilma será ainda mais avançado e progressista, é esse o sentimento dos mineiros é essa a vontade do Brasil” apontou.

Luiza Lafetá, presidente da UEE-MG fez um desafio aos estudantes. “Visitem um campus da UEMG e visitem o campus da UFMG e você verá o valor e carinho que o governo de Lula e Dilma tem com os estudantes e com nossa educação. Os projetos são distintos e os resultados claros. O estudante só tem a perder em um governo neoliberal”, afirmou.

Candidato ao senado pela coligação de Dilma, Zito Vieira (PCdoB) fez uma fala emocionada e convocou os estudantes para enfrentarem com bravura as mentiras criadas por Serra e sua campanha difamatória. “Não podemos votar em quem brinca com o sentimento religioso e a fé do povo brasileiro” disse o deputado federal, Leonardo Quintão (PMDB). Presente na atividade a vereadora Maria Lucia Scarpelli levantou a importância de se combater o preconceito contra a mulher nestas eleições “Temos que mostrar ao mundo nosso progressismo e sensibilidade elegendo nossa Dilma para presidenta do Brasil!”convocou.

Durante os últimos dias da campanha a União da Juventude Socialista está a todo vapor. Segundo Viviane Adriana, presidente da UJS mineira até o fim da campanha várias atividades vão acontecer por todo estado.Toda militância está envolvida nas ações de rua e visitas a escolas e universidades. “É grande a adesão dos jovens a campanha de Dilma. A juventude sabe o que está em jogo.A UJS tem um papel nestas eleições, que é de mostrar os grandes avanços e desmascarar as enormes mentiras, a tarefa é grande, maior ainda é nossa disposição”.

Fonte: Pedro Leão

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.