Sidebar

24
Seg, Jun

Rurais
Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Dando continuidade ao processo de formação político-sindical, a Fetaemg (Federação dos Trabalhadores em Agricultura de Minas Gerais) realizou, em Belo Horizonte, de 08 a 12 de junho, o segundo módulo do curso com foco na construção do método pedagógico. “Nesse módulo trabalhamos o materialismo histórico-crítico. Pegamos elementos da própria vivência dos sindicalistas, para, a partir daí, apresentarmos elementos científicos para melhoria de sua ação sindical. Durante o curso trabalhamos isso didaticamente, ou seja, como colocar esse método em prática numa sala de aula, num ambiente formativo”, explica a diretora de comunicação do Centro de Estudos Sindicais (CES) Kátia Gaivoto.

O curso se estrutura em cinco módulos que acontecerão ao longo do ano, com uma carga horária de 236 horas/aula. Toda a parte pedagógica é coordenada pelo Centro de Estudos Sindicais (CES), que por meio da sua escola nacional, presta assessoria de planejamento estratégico para entidades sindicais.

De acordo com Gaivoto, o projeto da Fetaemg visa, num outro momento, a formação regional e municipal colocando em prática o método pedagógico construído durante o curso, que poderá ser adaptado de acordo com as especificidades de cada região. A expectativa é que, ao término dos cinco módulos do curso de formação político sindical, seja criado o grupo de formadores de Minas Gerais, levando em conta a realidade do Estado, sem desconsiderar as especificidades das regiões. “A ideia é que esses formadores estejam preparados, com conhecimento científico, com concepções e método que o Movimento Sindical defende, para poderem, em ambiente formativo, passar o conteúdo de forma segura e tranquila, levando ao trabalhador o conhecimento da realidade para melhorar a ação sindical naquela região ou município.

O presidente Vilson Luiz da Silva, diz que a formação e a qualificação de lideranças tem sido uma das metas da Federação e o curso vem para reafirmar esse compromisso. “Estamos vivendo um novo tempo no Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais em Minas Gerais. A proposta de construir seu próprio projeto de formação política foi aprovada em seu 9º Congresso diante da necessidade de redirecionar os rumos de formação no Movimento Sindical”.

O segundo módulo do curso teve início com uma conferência sobre “A Pedagogia Histórico-Crítica e o papel da transformação da educação” ministrada pela pedagoga mestre em supervisão escolar e doutora em História e Filosofia pela PUC-SP., Nereide Saviani. A programação prosseguiu com aulas sobre como fazer a análise de conjuntura; materialismo histórico-dialético; ideologia e dominação; didática da pedagogia histórico-crítica, e ainda exibição de filmes e seminário de leitura.

Fonte: Fetaemg

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.

Conferência Nacional

banner cndr 2015

Últimas notícias rurais