Sidebar

24
Seg, Jun

Rurais
Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Debater e fazer uma análise, bem como uma avaliação das Políticas sociais, em especial da Educação no campo na Região Sul são os principais objetivos da Jornada Temática de Educação do Campo que se inicia nesta terça-feira (26) e se estende até a sexta-feira (29) no Morro das Pedras Praia Hotel em Florianópolis.

Na Jornada, professores, dirigentes e representantes das três Federações do Sul, terão a oportunidade de participar de conferências, painéis temáticos e apresentações com representantes da Contag (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura), da Secretaria de Desenvolvimento Territorial do Ministério do Desenvolvimento Agrário (SDT/MDA) e de instituições parceiras, tais como: universidades, o Instituto Federal de Santa Catarina (IFC) e Secretaria Estadual de Educação.

Acir Veiga, secretário-geral da Fetaesc (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Santa Catarina) e responsável pela área de Políticas Sociais salienta que a Educação no Campo é uma das principais bandeiras da federação e dos seus sindicatos. “Colocar em pauta a Educação do Campo é, sobretudo garantir qualidade de vida para a família do meio rural. Porque quanto mais longe de casa o filho estiver mais difícil será o caminho da escola já que cada vez mais os núcleos de educação estão nas áreas de grande densidade populacional. Precisamos fazer o caminho inverso criando mecanismos para garantir as escolas no meio rural. Nesse sentido a Jornada Temática de Educação do Campo vem agregar ideias e renovar o compromisso da Fetaesc com o tema”, acentua.

O presidente da Fetaesc, José Walter Dresch, trouxe a importância do evento e das parcerias para um desenvolvimento sustentável da família do meio rural. Da Contag o secretário de Políticas Sociais, José Wilson Gonçalves, abordou o debate sobre a Educação no Campo e o desenvolvimento rural e qual é o papel dessa educação e das instituições públicas que criam as regras e leis que regem a área.

Na abertura participaram ainda o diretor da Fetaesc, Acir Veiga, representando a Fetaep (Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Estado do Paraná), Maria Marucha Vetorazzi, representando a Fetag-RS (Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul), Inque Scheinder, da Universidade Federal de Santa Catarina, professor Julian Borba, da Secretaria de Educação Governo do Estado de Santa Catarina, professor Osmar Matiola e a professora Graziela Del Mônaco da coordenação do curso de licenciatura no campo.

Programação

Na terça-feira, após a mesa da solenidade da abertura marcada para as 9h00, que contou com representantes da Fetaesc, Fetag-RS, Fetaep, Contag, MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário), Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e Secretaria de Educação do Estado de SC, a Jornada teve início com uma Conferência sobre Desenvolvimento Territorial e o Projeto Alternativo de Desenvolvimento Sustentável e Solidário (PADRSS), tema que será tratado na trade de terça-feira. O projeto visa promover o debate sobre o Desenvolvimento Territorial a partir da seguinte questão central: A Abordagem Territorial Propicia o Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário?

Na quarta­-feira (27) terão lugar dois painéis temáticos: um deles para promover o debate em torno da importância da Educação do campo como ação educativa para a proteção infanto juvenil, com destaque para a Plena garantia dos direitos da criança e do adolescente, e as implicações do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) à proteção e erradicação do trabalho infantil. O primeiro Painel, sobre as concepções de Educação do campo, será abordado pelo Professor da UFSC Antonio Munarim, e, o segundo, a respeito do ECA e da temática de Proteção Infanto – juvenil, pelo Assessor Jurídico da Fetaesc, Nefhar Borck. A Jornada inclui ainda trabalho em grupos com representantes dos três estados, tendo como objetivo final a Construção de estratégias e de uma Agenda de compromissos da Educação do campo para a Região Sul do Brasil.

Acir Veiga, Diretor da Secretaria Geral da Fetaesc e responsável pela área de Políticas Sociais salienta que a Educação no Campo é uma das principais bandeiras da federação e dos seus sindicatos. “Colocar em pauta a Educação do Campo é, sobretudo garantir qualidade de vida para a família do meio rural. Porque quanto mais longe de casa o filho estiver mais difícil será o caminho da escola já que cada vez mais os núcleos de educação estão nas áreas de grande densidade populacional. Precisamos fazer o caminho inverso criando mecanismos para garantir as escolas no meio rural. Nesse sentido a Jornada Temática de Educação do Campo vem agregar ideias e renovar o compromisso da Fetaesc com o tema”.

Fonte: Fetaesc

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.

Conferência Nacional

banner cndr 2015

Últimas notícias rurais