Sidebar

17
Seg, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2) decidiu não aplicar multa ao Sindicato dos Metroviários por sua participação na greve geral convocada pelas centrais sindicais no dia 28 de abril. A sentença é uma resposta à ação movida pela Companhia do Metropolitano (Metrô) de São Paulo.

Dois dias antes da paralisação, o desembargador Francisco Ferreira Jorge Neto concedeu liminar ao Metrõ exigindo a manutenção de 80% dos trabalhadores nos horários de pico e 60% nos demais períodos, com multa de R$ 100 mil em caso de descumprimento.

Por maioria dos votos, os magistrados entenderam que não houve elementos nos autos que comprovassem a desobediência da liminar. Para o coordenador da Secretaria Geral do Sindicato dos Metroviários, Wagner Fajardo, houve certa "sensilidade" na decisão.

"Acho que foi mais uma questão processual e até uma certa sensibilidade", disse o dirigente à Rede Brasil Atual, lembrando que a própria Justiça do Trabalho tem sido duramente atacada pelos defensores da "reforma" trabalhista, aprovada na Câmara e em tramitação no Senado (PLC 38/17). 

Portal CTB com informações da Rede Brasil Atual 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.