Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Trabalhadores e trabalhadoras dos Correios de São Paulo realizam assembleia nesta quinta-feira (08) para debater rumos da Campanha Salarial 2016 da categoria. 

Na última terça-feira (06), ecetistas de todo o Brasil rejeitaram a proposta apresentada pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), decretando o estado de greve. Além do Rio de Janeiro, Bauru, Tocantins e Maranhão, assembleias dos sindicatos do Paraná, Santa Catarina, Ribeirão Preto, Minas Gerais, Santos, Rio Grande do Sul, Piaui, São José do Rio Preto, Goiás, Pernambuco, Brasília, Paraíba e Bahia votaram pelo Estado de Greve.

A proposta apresentada pela empresa foi considerada um afronte aos direitos conquistados historicamente, com muita luta e mobilização de toda a categoria.

“Com proposta de reajuste abaixo da inflação e retirada de direitos, atual direção da ECT, que acabar de assumir, quer impor retrocesso histórico nos direitos, salários e benefícios da categoria conquistados em muitos anos de lutas”, afirma Elias Cesário, o Diviza, presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos de São Paulo (Sintect-SP) e vice-presidente da Federação Interestadual de Sindicatos dos Correios (Findect).

Para o sindicalista, a proposta da ECT é clara. “Sob a desculpa de situação financeira ruim, ela quer cortar em mais de 20% os gastos com salários e benefícios. Apesar de ter retirado as propostas indecentes de banco de horas e flexibilização da jornada de trabalho, e de manter o pagamento do salário no último dia útil bancário do mês, ela manteve itens que significa jogar a suposta crise financeira nas nossas costas, reduzindo o que cada trabalhador recebe no final do mês”, relevou o dirigente.

Entre os benefícios que estão no alvo da ECT estão os vales peru e cultura, vale refeição, achatamento de salários, entre outros.

“Eles querem piorar o que já estava ruim. Não podemos deixar isso ocorrer, pois se deixarmos, ela vai querer tirar muito mais. Portanto, vamos mais uma vez à luta”, conclamou Diviza.

A assembleia acontece na quadra do CMTC, a partir das 19h.

Serviço:

Assembleia da Campanha Salarial dos Correios

Dia 08/09- quinta-feira, a partir das 19h

CMTC - Avenida Cruzeiro do Sul, 808 - Estação Armênia do metrô 

 

Portal CTB com Sintect-SP

0
0
0
s2sdefault