Sidebar

17
Seg, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Professores universitários brasileiros reúnem-se hoje (6), a partir das 17h30, no prédio da Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais da USP, para uma manifestação em defesa da democracia e da educação pública. O evento também marca o lançamento de uma carta aberta dos acadêmicos brasileiros para a comunidade científica internacional.

A carta está sendo divulgada em cinco idiomas: português, inglês, espanhol, francês e italiano. Os acadêmicos afirmam que o clamor contra a corrupção está sendo instrumentalizado para desestabilizar um governo democraticamente eleito. Eles observam que não há denúncias de corrupção contra a presidenta Dilma Rousseff e que muitas arbitrariedades estão sendo cometidas ao longo da investigação.

"Quando a forma de proceder das autoridades públicas esbarra nos direitos fundamentais dos cidadãos, atropelando regras liberais básicas de presunção de inocência, isonomia jurídica, devido processo legal, direito ao contraditório e à ampla defesa, é preciso ter cautela."

A carta é assinada por intelectuais e pesquisadores ligados à universidade. Entre eles, Fábio Konder Comparato, Miguel Nicolelis, Wilson Cano, Eduardo Viveiros de Castro, Marilena Chauí, Wanderley Guilherme dos Santos, Alfredo Bosi, Roberto Schwarz, Walnice Nogueira Galvão, Ruy Fausto, Luis Felipe Alencastro e Leda Paulani.

As assinaturas já compiladas estão disponíveis no site www.brazilianobservatory.com. Mais de duas centenas de professores estrangeiros já assinaram o texto em solidariedade, entre eles Susan Buck-Morss, Antonio Negri e Jacques Paulain.

No evento de hoje, estarão presentes os professores Alfredo Bosi, Ruy Fausto, Lincoln Secco, Luiz Bernardo Pericás, Marilena Chaui, Laymert Garcia dos Santos, Deisy Ventura, Vera Paiva, Reginaldo Mattar Nasser, Vladimir Safatle, Heloísa Buarque de Almeida, Marcio Sotelo Felippe 

Portal CTB com RBA

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.