Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Os jornalistas, gráficos e administrativos da Rede Anhanguera de Comunicação (RAC), da cidade de Campinas/SP, aprovaram em assembleia ocorrida nesta segunda (26) a continuidade da greve. A Paralisação completa 13 dias e a expectativa é pela audiência do dissídio nesta quarta (28), no TRT da 15ª Região, em Campinas. 

O movimento grevista começou no último dia 14 de fevereiro devido ao não pagamento dosalário de novembro, o de dezembro, janeiro, o adiantamento de fevereiro, mais seis meses de vales refeição e alimentação, além do 13º do ano passado e o adicional de um terço que não está sendo pago aos que saem de férias. As categorias enfrentam frequentes atrasos de pagamentos há dois anos.

Em 9 de novembro, a empresa havia se comprometido a quitar o salário de novembro e pagar o adiantamento de dezembro até a última sexta-feira (23), mas novamente descumpriu a promessa e não fez o depósito prometido às categorias alegando “questões burocráticas da instituição bancária”.

A RAC é responsável pelos jornais Correio Popular, Gazeta de Piracicaba, pela revista VPC News e pelo portal RAC.com, entre outros veículos.

“Galinhada Solidária”

Com o obejtivo de apoiar os trabalhadores e trabalhadoras e arrecadar recursos ao fundo de greve, ocorrerá nesta quinta (28), às 19h, uma “Galinhada Solidária”, no Projeto Saberes e Sabores. O fundo  foi criado para contribuir com o pagamento de despesas emergenciais dos grevistas. 

whatsapp image 2018 02 23 at 10.59.31

Portal CTB - Com informações do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo

0
0
0
s2sdefault